Fique Alerta


“Ao entrar no carro, desmaiei ao volante”



O Dr. Robert Barr sempre teve uma vida saudável que incluía a prática de esportes. Apesar disso, teve um infarto aos 61 anos. Como a atividade física fazia parte de sua rotina diária conseguiu se recuperar bem e hoje leva uma vida normal após o infarto. Estar atento a alguns sintomas é importante para procurar ajuda, o mais rápido possível, e acompanhamento até um hospital:

Eu fazia check-up cardiológico anualmente, usava medicações para controle da pressão arterial e também do colesterol. Sempre realizei atividades físicas: de três a quatro vezes na semana e duas vezes por semana jogava uma hora de tênis. Levava uma vida muito saudável.

A principal causa do meu infarto foi uma placa de gordura que se soltou na coronária direita. Naquele dia, comecei a sentir dores nas costas, que em tudo me lembravam dores musculares, como se tivesse dormido de mau jeito. Apesar disso, continuei jogando tênis e as dores só aumentavam. O incômodo era tanto que tive de interromper o jogo para procurar um hospital. Nessa hora eu já desconfiava que era algo mais grave. Ao entrar no carro, desmaiei ao volante e percebi que era um infarto.

Chegando ao hospital, foi diagnosticado o infarto e fui encaminhado à hemodinâmica para a revascularização e colocação de stent. Após a recuperação do infarto e procedimentos, voltei a jogar tênis e fazer ginástica. Além disso, não deixei de fazer anualmente meu check-up. Acho que como sempre fui uma pessoa saudável consegui ter uma boa recuperação e evitar que o infarto acontecesse antes ou de maneira mais intensa.

Veja Também