Fatores de risco


Arteriosclerose



arteria
image-5028

A arteriosclerose é um fenômeno degenerativo comum ao processo de envelhecimento, mas requer atenção.

À medida que envelhecemos, as paredes das artérias tornam-se mais espessas e têm sua elasticidade reduzida. Sendo um processo natural do envelhecimento do organismo humano, acontece em maior ou menor grau em todas as pessoas, geralmente a partir dos 50 anos, e não necessariamente é motivo de preocupação.

A arteriosclerose vira um problema quando começa a atingir artérias de médio e grande calibre (aorta, carótidas e coronárias, por exemplo), comprometendo a irrigação dos tecidos, sobretudo os do coração e do cérebro, elevando a pressão arterial e ocasionando isquemia e fadiga. Derrames e infartos geralmente acontecem devido a um problema de nome muito semelhante: a aterosclerose, o acúmulo de placas de gordura nas paredes arteriais.

O que causa a arteriosclerose?

Ainda que normal no processo de envelhecimento, desconfia-se de que alguns fatores externos possam, para além da predisposição genética, contribuir para o surgimento precoce e acelerado da doença.

Hipertensão, altos níveis de gordura no sangue (colesterol e triglicérides), diabetes, tabagismo e algumas infecções estão entre esses fatores. Apesar de serem doenças e condições bastante diferentes entre si, todas elas podem ocasionar alterações na camada interna das artérias (endotélio), provocando seu espessamento.

Veja Também