Exames


Check-up cardíaco é recomendado a partir dos 30 anos



médicos
image-2501
As doenças cardíacas dividem com os AVCs (acidentes vasculares cerebrais) o primeiro lugar no ranking de causas de morte no Brasil e no mundo. Segundo dados da OMS (Organização Mundial de Saúde), só em 2011, 17 milhões de pessoas foram vítimas de infartos e AVCs.

Em pacientes com histórico familiar ou doenças como diabetes, hipertensão e níveis elevados do colesterol, o check-up do coração deve ser realizado para avaliar a existência de alguma enfermidade a partir da terceira década de vida.

“Quando qualquer anomalia ou pré-disposição de doença cardíaca é constatada nos exames, o paciente é encaminhado ao especialista para orientações e possíveis tratamentos, clínicos ou cirúrgicos”, afirma o cardiologista César Jardim, do HCor (Hospital do Coração) de São Paulo.

Cada exame cardíaco é capaz de trazer uma nova informação sobre o coração. Os mais comuns são o eletrocardiograma (que avalia o ritmo dos batimento), o teste ergométrico (responsável por investigar possíveis arritmias induzidas pelo esforço, assim como o comportamento da pressão arterial durante o esforço) e o ecocardiograma (capaz de verificar a contração do músculo cardíaco, o funcionamento das válvulas e as medidas das cavidades cardíacas).

É importante reservar um tempo considerável para o check up, pois o paciente, na maioria das vezes, deve chegar bem cedo à clínica ou hospital, e ficar por lá praticamente o dia inteiro, já que passa por uma bateria de exames não só laboratoriais, mas também de imagem. Depois de alguns dias, o paciente ainda precisa retornar para obter a avaliação médica.

Fazer o check-up cardíaco é importante, mas não é tão barato. Hospitais de referência de São Paulo, por exemplo, cobram em média cerca de R$ 3,5 mil reais pelo procedimento, e são poucos os planos de saúde que possuem esse tipo de cobertura. De qualquer forma, a dica é consultar um cardiologista ou clínico geral que irá solicitar os exames necessários para a avaliação da sua saúde cardiovascular. Vale ressaltar que o atendimento médico preventivo também é disponibilizado nas unidades básicas de saúde.

Veja Também