Alimentação


Nutricionista do HCor dá dicas de sopas saudáveis para o coração



panela cozinhando
image-5045

Com a chegada das baixas temperaturas, é preciso ficar atento à quantidade de calorias presente nos ingredientes e acompanhamentos servido com cada tipo de sopa nesta época do ano.

Com a chegada do inverno e com as baixas temperaturas, é fato que as pessoas tendem a comer mais nesta estação. Por isso, quem se preocupa com a ingestão extra de calorias geralmente opta por pratos mais leves para se manter em forma. No entanto, nem tudo o que parece light na verdade é. Apesar de fazerem muito sucesso nessa época do ano, as sopas, por exemplo, podem ser mais calóricas do que se imagina. Sopas têm fama de alimento saudável, mas os caldos de legumes industrializados e queijos gordurosos podem deixá-las menos benéficas, principalmente para quem têm colesterol alto, obesidade ou hipertensão.

De acordo com nutricionista e gerente de Gastronomia do HCor (Hospital do Coração), Juliana Guedes Simões, um prato raso de sopa pode ser tão calórico quanto uma refeição completa, e as sopas creme costumam ser as mais calóricas. Elas são feitas à base de leite integral, margarina ou manteiga, creme de leite e queijos gordurosos e podem conter até 300 calorias. “O hábito de ingerir acompanhamentos como pães, queijo ralado, croutons, bacon entre outros, só aumenta o valor calórico desse tipo de refeição”, diz a nutricionista.

As sopas podem ser oferecidas tanto como entrada, quanto como prato principal. Quando a sopa é consumida apenas como um complemento, vale a pena ficar atento à quantidade que será ingerida e o quanto os ingredientes que a compõem podem ser calóricos. “Quando a sopa é consumida como uma única refeição, a pessoa pode optar por sabores com mais calorias. Porém, sem exageros”, esclarece Juliana Simões.

Sopas saudáveis e nutritivas para o coração: as sopas mais indicadas, segundo a nutricionista do HCor, são aquelas feitas de forma caseira. Ou seja, preparadas à base de legumes e podendo conter uma fonte de carboidrato (arroz, macarrão ou batata), uma fonte de proteína (carnes ou aves, sem pele, e com grãos, como feijão, ervilha ou lentilha). “Mas, mesmo nesse tipo de receita, é sempre bom tomar cuidado e observar a quantidade de sal e gordura que será adicionada no preparo. Para ingerir menos calorias também é importante evitar, além do pão, ingredientes como bacon, queijo e linguiça”, explica Juliana Guedes Simões.

Veja aqui duas receitas

Diante do conceito de alimentação saudável e para promover uma alimentação prática e nutritiva para o coração, o HCor (Hospital do Coração), elaborou um livro de receitas destinada às pessoas que procuram preparar pratos saudáveis, entre em contato para mais informações.

Veja Também